lg

10 princípios de liderança de Bob Iger, CEO da Walt Disney Company

Robert Iger assumiu o comando da Disney em 2005, um tempo em que a competição estava mais acirrada do que nunca e a tecnologia se transformava com uma velocidade impressionante.

Na época, Iger restringiu sua visão a três ideias claras: comprometer-se com a qualidade, aceitar a tecnologia em vez de enfrentá-la e pensar em escala global, de modo a tornar a Disney uma marca mais forte nos mercados internacionais.

Quinze anos depois, a Disney é um colosso que abarca ativos como Pixar, Marvel, Lucasfilm e 21st Century Fox. Seu valor de mercado é cinco vezes maior do que em 2005, e Iger hoje é considerado um dos empresários mais inovadores e bem-sucedidos da nossa era.

Em seu livro “Onde os sonhos acontecem”, Bob Iger listou os dez princípios necessários à verdadeira liderança, são eles:

  1. Otimismo

Uma das qualidades mais importantes de um bom líder é o otimismo, um entusiasmo pragmático pelo que pode ser alcançado. Mesmo diante de escolhas difíceis e resultados abaixo do ideal, um líder otimista não cede ao pessimismo. Em resumo, as pessoas não são motivadas ou energizadas por pessimistas.

2. Coragem

A base da admissão de riscos é a coragem e, em negócios em constante mutação e revolução, correr riscos é essencial, a inovação é vital, e a verdadeira inovação ocorre apenas quando as pessoas são corajosas. Isso vale para aquisições, investimentos e alocações de capital, e se aplica em particular a decisões criativas. O medo do fracasso destrói a criatividade.

3. Concentração

É extremamente importante dedicar tempo, energia e recursos para estratégias, problemas e projetos de maior importância e valor, assim como é imperativo comunicar as suas prioridades de forma clara  e frequente.

4. Determinação

Por mais difíceis que sejam, todas as decisões podem – e devem – ser tomadas em tempo hábil. Líderes devem incentivas a diversidade de opiniões, equilibrando-a com a necessidade de tomar e implementar decisões. 

5. Curiosidade

Uma curiosidade profunda e permanente permite a descoberta de novas pessoas, lugares e ideias, bem como a conscientização e a compreensão do mercado e sua dinâmica de mudança. O caminho para a inovação começa com a curiosidade.

6. Justiça

Uma liderança forte incorpora o tratamento justo e decente das pessoas. A empatia é essencial, assim como a acessibilidade. Pessoas que cometem erros sem querer merecem segundas chances, e julgar os outros com muita rigidez provoca medo e ansiedade, o que desencoraja a comunicação e a inovação. Nada é pior para uma organização do que uma cultura de medo.

7. Ponderação

A ponderação é um dos elementos mais subestimados da boa liderança. É o processo de adquirir conhecimento para que uma opinião emitida ou uma decisão tomada seja mais plausível e tenha maior probabilidade de estar correta. Simplesmente, trata-se  de dedicar tempo para desenvolver opiniões fundamentadas.

8. Autenticidade

Seja genuíno. Seja honesto. Não finja ser o que não é. Verdade e autenticidade geram respeito e confiança.

9. A busca incansável pela perfeição

Não significa uma busca pela perfeição a todo custo, mas uma recusa em aceitar a mediocridade ou arranjar desculpas por algo ser “bom o suficiente”. Se acreditar que algo pode ser melhorado, faça um esforço para isso. Se você trabalha criando coisas, torne suas criações as melhores possíveis.

10. Integridade

Nada é mais importante do que a qualidade e a integridade das pessoas e dos produtos de uma organização. O sucesso de uma empresa depende do estabelecimento de altos padrões para tudo, sejam coisas grandes, sejam pequenas. Em outras palavras: o modo como você faz qualquer coisa é o modo como você faz todo o resto.

Por Marcus Bernardes @marcusbernardes01

Facebook
Twitter
Email
Print